Crédito Agrícola estabelece protocolo com o grupo Lusiaves

ca

O Grupo Crédito Agrícola e o Grupo Lusiaves assinaram esta manhã, na sede da Caixa Central em Lisboa, um protocolo que visa apoiar o projeto “LUSITERRA”, tendo em vista o aumento da área e da produção de milho.

Neste sentido, o Crédito Agrícola pretende ajudar a alavancar a produção dos Associados do Grupo Lusiaves, disponibilizando em condições preferenciais uma oferta de produtos e serviços financeiros, nomeadamente para a gestão do dia-a-dia, apoio à tesouraria, e ao investimento de médio e longo prazo e à protecção de riscos através de produtos de seguros.

O Grupo Lusiaves assegura todo o processo produtivo, operando em todas as etapas da cadeia de valor e integrando a totalidade da fileira, nomeadamente a produção de milho, de alimentos compostos para animais, a produção de ovos para incubação, a incubação de ovos e produção de pintos, a produção avícola de frango, frango do campo e perus, o abate de aves, a transformação de produtos alimentares, o armazenamento e comercialização, a saúde e nutrição animal e a valorização de subprodutos.

Pretende-se com esta parceria encontrar uma plataforma de negócio que «apoie o espírito empreendedor e aglutinador dos jovens empresários que queiram associar-se a este projecto, através de condições de financiamento preferenciais», esclarece o CA.

O protocolo foi assinado por Licínio Pina, presidente do Grupo Crédito Agrícola, José Fernando Maia Alexandre, Vogal do Conselho de Administração Executivo e Avelino da Mota Francisco Gaspar, Presidente do Conselho de Administração da Lusiaves, SGPS.

Esta é mais uma iniciativa do Grupo Crédito Agrícola para «apoiar o setor empresarial português e, consequentemente, o desenvolvimento da economia nacional», refere o CA, em comunicado.