Produção de azeite de Borba com aumento de 110 por cento face a 2012

AZEITEOs olivicultores de Borba, no Alentejo, estão a colher este ano azeitona para azeite de «boa qualidade» e prevêem um aumento de 110 por cento da produção, em relacção a 2012, revelou o presidente da cooperativa.

Diogo Sapatinha, presidente da Cooperativa de Olivicultores de Borba, explicou à agência Lusa que, na campanha deste ano, a produção deve rondar 2,1 milhões de quilos de azeitona, o que vai corresponder a 310 mil litros de azeite.

Na campanha deste ano, segundo Diogo Sapatinha, a cooperativa de Borba, uma das principais do Alentejo, está a produzir azeite de «boa qualidade», mas com «grau de acidez um pouco maior que em 2012, o que não é bom para alguns mercados de exportação, sobretudo para o Brasil».

A Cooperativa de Borba produz azeite com Denominação de Origem Protegida (DOP), tendo já exportado este ano 26 por cento da produção de azeite engarrafado para os mercados do Brasil, Alemanha, Holanda, Singapura e França, indicou o responsável. «Em 2014, prevemos aumentar as exportações para os mercados em que já estamos a vender», realçou.

Diogo Sapatinha referiu que, este ano, as vendas de azeite engarrafado para o mercado nacional «baixaram um pouco», face a 2012, enquanto as vendas para o mercado externo subiram 40 por cento.

O mesmo dirigente adiantou que, em 2014, a cooperativa de Borba vai concluir um projecto de investimento de 200 mil euros, com 30 por cento de apoio através de fundos comunitários, que envolve uma linha de engarrafamento, enchimento e rotulagem, melhoria nas instalações, um armazém para azeite e uma míni estação de tratamento de águas residuais (ETAR).

Fundada em 1951, a Cooperativa de Olivicultores de Borba, que produz a marca “Dom Borba”, tem cerca de mil associados e abrange vários concelhos dos distritos de Évora e Portalegre. O azeite “Dom Borba” já foi premiado com medalhas de ouro e ouro prestígio nos concursos Terra Olivo, em Jerusalém.

Fonte: Lusa (via Confagri)