Angola pretende produzir 100 mil toneladas de algodão por ano

algodaoO programa de relançamento da produção de algodão em Angola, que conta com 1500 agricultores familiares, pretende atingir uma colheita de 100 mil toneladas por ano, disse terça-feira, em Luanda, o director nacional da Agricultura e Pecuária.

Adelino Rodrigues, que falava sobre a participação do sector privado nos grandes projectos agrícolas, disse à agência noticiosa Angop que o programa de relançamento da produção de algodão está a ser desenvolvido numa área de 70 mil hectares, no âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017.

“O governo angolano decidiu recuperar a indústria têxtil a fim de assegurar a independência no que diz respeito à importação de tecidos e outros produtos manufacturados”, frisou Rodrigues.

O director nacional da Agricultura e Pecuária informou que as províncias do Cuanza Sul e Malanje já estão a produzir algodão em quantidade, enquanto em outras províncias estão em curso actividades de organização.

Angola tem três fábricas têxteis, uma no município de Cazenga (Textang II) e as outras em Benguela (África Têxtil 1º de Maio) e na província do Cuanza Norte (Satec).

A Textang II, em processo de recuperação, irá efectuar a fiação de algodão, tecelagem, tingimento e estampagem de tecidos, para mais tarde começar com a produção, acabamento e fabrico de vestuário.

Ler aqui.