Vai nascer uma Rede de Ciências Agrárias nas três universidades da região Norte

research_birthdefectsresearchUma rede de centros de ciências e tecnologias agrárias da região Norte vai ser criada pelas universidades do Porto, Trás-os-Montes e Alto Douro e Minho, num investimento de quatro milhões de euros que estará concluído até final de 2015.

Em abril deste ano, estas três universidades do Norte assinaram um memorando de entendimento, sendo esta rede criada com o objetivo de estimular a inovação no sector agrícola o primeiro resultado efetivo desse acordo.

Em informação avançada à agência Lusa, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) antecipa que esta rede de centros de ciências e tecnologias agrárias da região Norte deverá estar concluída em final de 2015, sendo o investimento de quatro milhões de euros, 80% dos quais do FEDER, pelo “ON.2 – O Novo Norte”.

A Universidade do Porto terá que criar em Vairão “um espaço que concentre os vários centros de saberes da universidade e que sirva de apoio ao ensino laboratorial, desenvolvendo investigação científica especialmente direcionada para hortícolas e flores”.

A criação de um Centro de Segurança e Inovação Tecnológica no Setor Agroalimentar acontecerá na Universidade do Minho, estando prevista “a aquisição de diversos equipamentos para complementar os meios já disponíveis e incrementar as atividades de investigação”.

Já na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro serão requalificados os laboratórios de análises de alimentos para submissão a processos de acreditação de metodologias de ensaio, estando ainda prevista a mudança de laboratórios da universidade para um novo edifício, já existente, que “reúne condições de excelência para a criação de laboratórios de referência”.

Fonte: Confagri