FacebookLinkedin

Agrotec

UE importa bens provenientes de áreas de desflorestação mais do que qualquer outra região

Uma noticia perturbadora acaba de ser publicada pela Comissão Europeia mostrando que, apesar dos compromissos da UE para reduzir a desflorestação tropical bruta em 50% até 2020, a UE importa muito mais bens associados à desflorestação (culturas e gado) do que seria de esperar. Entre 1990 e 2008, a Europa importou e consumiu cerca de 9 milhões de hectares (ha) de terras desflorestadas (cerca de 3 vezes o tamanho da Bélgica).

A UE está muito à frente de outras regiões industrializadas: Ásia Oriental, incluindo Japão e China, que importou 4,5 milhões de hectares e América do Norte – 1,9 milhões de ha no mesmo período.

O estudo “O impacto do consumo da UE sobre a desflorestação”, mostra que, enquanto a maioria das culturas e produtos animais que podem ser ligados à desflorestação são consumidas a nível local ou regional, 36% dos comercializados internacionalmente vão para a UE. O aumento do consumo de oleaginosas, como soja, óleo de palma e produtos relacionados, bem como o consumo de carne são as principais causas da desflorestação.

Para ler o resto aqui.