Criado incentivo para criação de raça arouquesa em Sever de Vouga

Foi publicado em Diário da República, no dia 30 de julho, o Regulamento Municipal de Incentivo à Criação de Gado Tradicional – Raça Arouquesa, criado pela Câmara Municipal de Sever do Vouga.

Texto: Ana Catarina Monteiro

O novo regulamento municipal dita a atribuição de um prémio anual de 150 euros, por animal, aos produtores ou proprietários de animais de raça arouquesa, com três ou mais meses de idade.

A medida surge tendo em consideração que a atual produção de gado bovino de raça arouquesa é “insuficiente, não só no nosso concelho [de Sever de Vouga] como na região”, dá conta a autarquia, em comunicado.

Uma das condições para a atribuição do incentivo bovino prende-se com o facto de ter nascido ou ter sido criado em Sever do Vouga, sendo que o valor atribuído pode ser acumulado com os prémios do concurso pecuário da Feira do Arestal.

Assim, este incentivo visa «fazer renascer a tradição de criação do gado tradicional e promover também a defesa do património genético da raça arouquesa, cuja produção contribui para o desenvolvimento económico do concelho», explica em comunicado o presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga, António Coutinho.

O autarca recorda que «o gado arouquês é o mais utilizado na confeção da vitela assada à moda de Sever do Vouga, prato representativo da nossa cozinha tradicional e que integra a Rota da Lampreia e da Vitela, evento anual que organizamos e que atrai milhares de visitantes».

As candidaturas ao financiamento devem ser apresentadas até 30 dias antes da Feira do Arestal, que se realiza a 25 de julho. Está previsto ainda um incentivo à certificação da raça arouquesa junto da Associação Nacional dos Criadores da Raça Arouquesa (ANCRA).