Região Centro: 55% das explorações agrícolas desapareceram

terrenoA diretora da DRAP do Centro, Adelina Martins, disse hoje que cerca de 55% das explorações agrícolas daquela região desapareceram nos últimos 20 anos, a maioria delas com menos de cinco hectares.

“Muita coisa mudou nos últimos 20 anos, em especial na região Centro, onde se constatou um desaparecimento de cerca de 55 por cento das explorações agrícolas, grande parte delas com uma área inferior a cinco hectares. Em contrapartida, as explorações com mais de 50 hectares aumentaram ligeiramente”, informou.

Na sua intervenção na jornada sobre empreendedorismo agrícola, que decorreu durante a manhã de hoje, em Viseu, Adelina Martins destacou que também a área da vinha diminuiu 46 por cento na zona Centro.

Já em termos de área destinada a frutos e olivais, registou-se uma diminuição na ordem dos 17 por cento.

“Com a reorientação da produção, vemos que aumentaram as pastagens e a produção extensiva”, acrescentou.

De acordo com a diretora da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro, no distrito de Viseu foram aprovados perto de mil projetos nesta área, sendo dois terços desenvolvidos por jovens agricultores.

“Há efetivamente uma apetência para os jovens se instalarem na agricultura, especialmente em áreas tradicionalmente pouco conhecidas, como é a dos pequenos frutos ou cogumelos”, evidenciou.

Na sua opinião, estes empreendedores chegam ao mundo agrícola para ganhar dinheiro, produzindo da melhor forma.

No entanto, ainda há muito a fazer em termos de organização da produção, defendeu.

Ler aqui.