Produção mundial de azeite pode descer 14% na campanha 2016/2017

A produção mundial de azeite para a campanha 2016/2017 vai ser inferior à da campanha 2015/2016, segundo dados do Conselho Oleícola Internacional.

Enquanto na campanha 2015/2016 a produção mundial de azeite totalizou 3.159.500 toneladas, que representa um aumento de 29% face à campanha anterior, de mais 701.500 toneladas, na campanha 2016/2017 prevê-se menos 14% que na anterior, até as 2.713.500 toneladas.

A Espanha, com uma produção estimada de 1.311.300 toneladas na campanha 2016/2017, passa por uma redução de seis por cento em relação ao período anterior, seguida pela Grécia, com 260.000 toneladas, -19%; Itália, com 243.000 toneladas, -49%; Portugal com 93.600 toneladas, -14%; Tunísia, com 100 mil, -29%; Marrocos, com 110 mil toneladas, -15%; Argélia, com 74 mil, -18%; Jordânia, 23 mil, -22%; Líbano com 20 mil toneladas, -13%; Argentina e Líbia, com 15.500 toneladas, -18 e -14%, respetivamente.

Os países com menos aumentos são a Turquia, que atinge uma produção de 177 mil toneladas, o que representa um amento de 24 % em comparação à campanha anterior, o Egipto, com 27 mil toneladas, mais oito por cento; Israel, com 16 mil toneladas, mais sete por cento e Albânia, com 11 mil toneladas, mais cinco por cento.

O consumo mundial de azeite para a campanha 2016/2017 estima-se em 2.094.000 toneladas, que representaria uma diminuição de -1% em comparação à campanha passada.

Em 2015/2016, o consumo mundial totaliza 2.945.500 toneladas, o que supõe um aumento de mais um por cento em relação à campanha anterior.

Fonte:Agrodigital