Produção mundial de azeite diminui 20% em 2016/2017

azeite

A produção mundial de azeite na campanha 2016/2017 passa por uma redução de 20% em relação à campanha anterior, de acordo com os dados provisórios avançados na 105ª reunião do Conselho Oleícola Internacional.

Esta descida deve-se, sobretudo, pela queda da produção nos países produtores em geral e, em particular, nos países produtores europeus que em conjunto diminuíram em 25%.

Espanha alcança 1.280.000 toneladas e apesar da descida de -8% em comparação à campanha anterior representa mais de 50% da produção mundial.

Itália e Grécia apresentam uma quebra da produção de -61 e 39%, respetivamente e em Portugal a produção diminui cerca de -30%.

Os restantes países membros do Conselho Oleícola Internacional (COI) descem, no seu conjunto, -7%, com a particularidade que dentro deste grupo a Turquia pode aumentar a sua produção em mais 24%, face à campanha anterior.

O consumo mundial será superior à produção em 13%, o que significa que a procura de azeite não deixa de crescer.

A partir da média para o período de 2006/2007 e 2010/2011 a procura mundial supera a oferta nos últimos cinco anos.

O azeite é um produto que devido às suas propriedades nutricionais e benefícios para a saúde está cada vez mais presente nas casas de todo o mundo.

Fonte: Agrodigital