Produção de azeite diminui

O Comité Oleícola Internacional (COI) voltou a confirmar as perspetivas de uma campanha de produção inferior à anterior.

A produção mundial deverá situar-se nas 2.713.500t, o que significa uma quebra de 14% relativamente à campanha de 2015/16.

Os países membros do OI alcançarão uma produção total de 2.519.000, das quais os países produtores europeus totalizam 1.923.000t, diminuindo no seu conjunto 17% relativamente à campanha anterior.

Espanha com uma produção estimada de 1.311.300t diminuirá (-6%) seguida da Grécia com 260.000t (-19%), Itália 243.000t (-49%) e Portugal 93 600t (- 14%). Os restantes países têm quebras menos acentuadas.

No resto dos países membros do COI estima-se que a produção diminua 7%.

As principais quebras são na Tunísia com uma produção de 100.000t que significa uma quebra de 29%, Marrocos 110.000t (- 15%), Argélia 74. 000t (-11%), Jordania 23 000t (-22%), Líbano 20. 000t (-13%), Argentina e Líbia 15.500t (-18% e -14% respetivamente).

Os países que apresentam aumentos são a Turquia que alcançará uma produção de 177.000t o que representará um aumento de 24% relativamente à campanha anterior, o Egito 27.000t (+8%), Israel 16.000 (+7%), Albânia 11.000t (+5%).

Os restantes países têm aumentos menos acentuados.

Fonte: FENAZEITES