Portugal sem casos de BSE pela primeira vez em 15 anos

vacasPortugal não registou casos de BSE no ano passado, pela primeira vez desde 1998, afirmou hoje o secretário de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar, Nuno Vieira e Brito, mencionando que vai por isso pedir o estatuto de país com risco negligenciável.

O elevado número de casos de encefalopatia espongiforme bovina, mais conhecida pela sigla BSE ou por “doença das vacas loucas” motivou um embargo das exportações de carne de vaca entre 1998 e 2004 em Portugal, altura em que a Comissão Europeia decidiu levantar a proibição por considerar que os riscos estavam controlados.

Em resposta às dúvidas dos deputados, que questionaram Nuno Vieira e Brito sobre a redução do número de análises e a sanidade animal, o secretário de Estado afirmou que “há menos análises de rotina, porque há menos doenças”.

Segundo explicou, “houve uma redução de 5% nas análises da brucelose porque o programa de erradicação está a funcionar”.

Questionado sobre o pagamento dos serviços prestados pelas UADS/OPP (Agrupamento de Defesa Sanitária/Organização de Produtores que asseguram serviços relacionados com a sanidade animal), Nuno Vieira e Brito salientou que foram pagas as dívidas relativas a 2011 e 2012, faltando apenas 50% do valor de 2013 (cerca de dois milhões de euros).

O secretário de Estado assinalou ainda que existem 106 OPP a nível nacional e que pretendia dar “mais eficácia” a estas organizações.

Nuno Vieira e Brito acrescentou que também já deu instruções para iniciar os procedimentos para pagar os 200 mil euros de dívida do Estado aos laboratórios responsáveis pelas análises veterinárias.

Fonte: Lusa.

Ler aqui.