Portugal já tem um Centro de Competências dos Recursos Silvestres

 O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural procedeu, a 30 de novembro, à assinatura do protocolo de criação do Centro de Competências dos Recursos Silvestres (CCRES), processo que tem sido liderado pela Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM) e o Centro de Excelência para a Valorização dos Recursos Mediterrânicos (CEVRM) juntamente com vários parceiros públicos e privados de âmbito nacional.

O CCRES tem como missão garantir a partilha de conhecimentos, capacidades e competências que assegurem o crescimento, a inovação, a internacionalização e a competitividade dos recursos silvestres, nomeadamente, as fileiras do medronho, dos cogumelos silvestres ou de produção e do figo da índia, as plantas tintureiras, os cardos e a alcaparra, o funcho, entre outros.

Entre outros objetivos, o CCRES pretende ser um espaço de união e partilha das competências existentes entre as várias entidades parceiras, no intuito de promover a competitividade e sustentabilidade das fileiras associadas aos recursos silvestres emergentes e contribuir ativamente para a definição de uma agenda de investigação.

Saiba mais aqui.