Países escandinavos e bálticos pedem maior simplificação da PAC

Uma delegação de países escandinavos e bálticos pediram na reunião do Conselho de Ministros de Agricultura da União Europeia uma simplificação da Política Agrícola Comum, reduzindo o número de normas, já eu estas geram muita burocracia administrativa e custos adicionais.

Esta iniciativa, promovida pela Dinamarca, Suécia, Finlândia, Lituânia, Letónia e Estónia centra-se na legislação secundária e no período após 2020.

Estes países indicaram que a subsidiariedade e a proporcionalidade deveriam ser os princípios que guia a simplificação da Politica Agrícola Comum (PAC) e também insistiram que a legislação deveria ser mais fácil de entender e de implementar por parte da administração e dos produtores.

No entanto, os mesmos consideram que a curto prazo já de podem fazer uma série de melhorias na legislação secundária a aplicar antes da futura reforma da PAC, tendo em conta três princípios: uma abordagem mais equilibrada para a gestão; mais baseados no risco para os controlos e reduzir o número de normas da PAC, iniciativas que já tiveram o apoio de alguns países.

Fonte: Agrodigital