Número de interprofissionais na UE duplicou nos últimos 25 anos

Em 1990, a União Europeia (UE) tinha 56 organizações interprofissionais, enquanto em 2016 o número aumentou para 119.

Embora tenham aumentado, o número continua muito baixo, tendo em conta que apenas há interprofissionais em Portugal, França, Grécia, Espanha, Hungria, Itália, Países Baixos e Roménia.

A norma comunitária que regula as interprofissionais estabelece que estas tenham caráter voluntário.

Segundo um estudo realizado pela Comissão Europeia (CE), o aumento de interprofissionais registado nos últimos anos deve-se, em parte, pelo facto de ajudar a garantir a coerência e a cooperação em toda a cadeia alimentar, desde a melhoria do conhecimento e a transparência da produção até a exploração de novos potencias mercados, melhorando a comercialização.

França é, com uma grande diferença, o país da UE que mais interprofissionais tem, com 63, das quais 36 são de caráter regional e 27 nacional.

Espanha é o único país da UE com interprofissionais regionais. Conta com duas na Andaluzia, a Hortyfruta e a Interfresa, para além de 25 de caráter nacional.

Fonte: Agrodigital