Ministério da Agricultura apresenta plano de recuperação florestal para Mação, Sertã e Vila de Rei

O objetivo passa por combater os estragos que os incêndios deste verão provocaram e revitalizar as comunidades, ativando ainda a gestão agroflorestal.

Texto: Sofia Monteiro Cardoso

O Plano Integrado de Transformação Territorial para os concelhos de Mação, Sertã e Vila de Rei, como foi denominado, será posto em prática por um grupo de trabalho já estabelecido, este coordenado pelo INCF (Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas).

A iniciativa será levada a cabo pelos Gabinetes dos Ministros da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Adjunto e da Economia, do Planeamento e do Ambiente e da Transição Energética. O grupo de trabalho conta assim com representantes dos envolvidos.

Fazem ainda parte do grupo de trabalho representantes da Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais, dos três municípios afetados, da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, das organizações de produtores agrícolas e florestais dos concelhos afetados e da Associação de Desenvolvimento do Pinhal Interior Sul.

O plano deverá ter por base “o reforço da aplicação dos programas de política agrícola, florestal, ambiental e de desenvolvimento regional, quer no quadro das medidas actualmente existentes, quer na perspectiva dos novos instrumentos de política pós-2020”, é possível ler-se no despacho emitido pelo Governo.

O plano deverá ser apresentado até 30 de abril de 2020.