Leguminosas na gestão do solo dos olivais

agricultura

Por Manuel Ângelo Rodrigues, Margarida Arrobas | Centro de Investigação de Montanha, Instituto Politécnico de Bragança

Mobilizações, herbicida e cobertos vegetais naturais

Em olival a mobilização do solo é ainda hoje o método dominante de gestão da vegetação na bacia mediterrânica.

Em Portugal, as mobilizações do solo estão também generalizadas sobretudo em olival de sequeiro.

Apesar de ser uma técnica ancestral “que funciona”, as mobilizações de solo têm sido questionadas na medida em que favorecem a erosão e contribuem para a redução da matéria orgânica no solo.

Acresce que as mobilizações efetuadas na Primavera causam dano no sistema radicular dificultando a absorção de água e nutrientes e obrigando a árvore a disponibilizar fotoassimilados para a sua regeneração, num período particularmente sensível devido à proximidade da floração e do vingamento dos frutos. Ensaios na região de Mirandela mostraram que olivais mantidos com mobilização de solo produzem menos que os tratados com herbicidas, quer de ação residual quer de pós-emergência.

(Continua).

Nota: Este artigo foi publicado na edição n.º 26 da Revista Agrotec. Para aceder à versão integral, solicite a nossa edição impressa. Contacte-nos através dos seguintes endereços:

Telefone 225899620

E-mail: marketing@agropress.pt