Jovens agricultores dos EUA pedem que Farm Bill facilite acesso ao setor agrícola

Nos EUA, através de um inquérito realizado pela “National Young Farmers Coalition” sobre o perfil dos jovens agricultores e barreiras que devem superar, revelou que os inquiridos, agricultores com menos de 40 anos, consideram que a principal dificuldade é o acesso à terra dentro das suas possibilidades e que gere os rendimentos suficientes.

Esta é também a principal razão para o crescimento do abandono da atividade agrícola e pela qual alguns possíveis futuros jovens agricultores não arrisquem no setor.

A informação revela que existem mudanças no perfil do empresário agrícola norte-americano.

Os jovens preferem centrar-se na procura do mercado local, potenciando o mesmo e vendendo diretamente aos consumidores, o que compromete a gestão ambiental e 75 por cento dos jovens agricultores descreve as suas práticas como sustentáveis e 63 por cento como orgânicas ou biológicas, mas sem qualquer tipo de certificação.

Os jovens agricultores dos EUA têm um alto nível educativo, são mais diversos racialmente e mostram-se muito otimistas, já que 63 por cento afirma que apesar dos baixos rendimentos, a atividade pode reportar um nível suficiente para cumprir as suas expetativas vitais.

No quadro da Farm Bill 2018, política agrícola dos Estados Unidos, em preparação, a “National Young Farmers Coalition” solicita uma série de medidas como o acesso à propriedade da terra, ajuda para a gestão de créditos a estudos, formação de mão-de-obra agrícola, facilitar o investimento na preservação, melhorar o acesso a créditos, poupança e gestão de riscos e diminuir as desigualdades raciais entre os agricultores.

Fonte: Agrodigital