FacebookLinkedin

Agrotec

Itália é o primeiro a beneficiar dos fundos da UE destinados ao setor de frutas e hortícolas

Itália é o primeiro país beneficiário dos fundos da União Europeia destinados ao setor de frutas e hortícolas, com 262,5 milhões de euros, 22,4% sobre um total de 1.172,7 milhões de euros.

No entanto, no exercício de 2016, a despesa total comunitária para o financiamento dos Programas operativos das Organizações de Produtores (OP) de frutas e hortícolas foi de 862,4 milhões de euros. Itália, com 241,7 milhões, 28% do gasto total, passa ao segundo lugar, depois da Espanha, com 252,7 milhões de euros, 29,3% do total e em terceiro a França, com 14,0%.

As OP em Itália, que apresentaram o programa operativo em 2016, eram 288.

Destas, 28 puderam também beneficiar da ajuda nacional adicional. Itália foi também relegada ao segundo lugar como país beneficiário no programa de Fruta nas Escolas, com 20,5 milhões de euros de despesas, 18,6% do total, precedida pela Alemanha, com 24 milhões, 21,8% da despesa total.

Fonte: Agrodigital