Investigadores de Coimbra e da Madeira desenvolvem “enólogo digital”

Investigadores das universidades de Coimbra e da Madeira desenvolveram um “enólogo digital”, ferramenta que permite «caracterizar e aprofundar o conhecimento sobre o processo de envelhecimento do vinho Madeira».

O projecto, criado em parceria com a Madeira Wine Company, «a maior produtora e exportadora de vinho Madeira», tem como objectivo «salvaguardar as características» que tornam este vinho «único» e «garantir a máxima qualidade em cada colheita», afirma, numa nota divulgada, a Universidade de Coimbra (UC).

Os especialistas propõem a criação de um “enólogo digital”, desenvolvido e validado a partir de «informação útil imersa num vasto conjunto de dados recolhidos do processo de envelhecimento, capaz de identificar a tendência evolutiva para o vinho em análise» e que decorre da «complexidade das reacções que ocorrem durante o seu processo de maturação».

O “enólogo digital” permite saber, por exemplo, quais «os compostos mais importantes para explicar o comportamento dinâmico do envelhecimento do vinho Madeira e que podem ser considerados marcadores do seu estado de maturação», explica a investigadora Cristina Pereira.

Para ler aqui.