Há 12 novas espécies classificadas como invasoras na UE

A Comissão Europeia deu mais um passo em frente para deter a perda de biodiversidade com a inclusão de 12 novas espécies na lista de exóticas invasoras na União Europeia (UE).

As espécies exóticas invasoras são uma das principais causas da perda de biodiversidade, com importantes consequências económicas negativas em áreas como os custos de saúde, as perdas de rendimentos das culturas, das populações de peixes e danos à infraestrutura.

Estas 12 novas espécies incluídas tiveram a opinião positiva de especialistas dos Estados-membros, que ficam obrigados a fazer face às mesmas impedindo a sua introdução, manutenção, venda, transporte, reprodução ou liberação.

Também necessitam estabelecer medidas apropriadas para enfrentar novas invasões ou populações estabelecidas.

As normas são aplicadas 20 dias após a publicação da lista em Diário Oficial da UE.

A Rede Europeia sobre espécies invasoras desenvolveu uma aplicação de smartphone sobre as 37 espécies da UE, denominada “Invasive Alien Species Europe” que permite aos cidadãos informar sobre a presença das mesmas em território europeu e sensibilizar acerca do tema.

Fonte: Agrodigital