Governo aprova recuperação de mais cinco regadios tradicionais na região Norte

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, aprovou os projetos de recuperação de cinco regadios tradicionais na zona.

São agora 325 os projetos aprovados no âmbito do Programa Nacional de Regadios (PNRegadios), a que corresponde um financiamento público de 347 milhões de euros a fundo perdido. Estes financiamentos irão ocorrer até 2023. 

Os regadios ajudados são o Regadio do Soutelo, em Águeda, o Regadio de Montedouro e da Foz, o Regadio da Vizinhança da Balança, o Regadio da Levada de Cima de Cabaninhas, em Terras de Bouro, e o Regadio da Levada de Enxurigo, no concelho de Amares. Serão cerca de 400 mil euros investidos na região, que irão beneficiar 170 explorações.

O objetivo do PNRegadios passa por recuperar as estruturas e aumentar a eficiência da rega. A primeira fase já está em execução e visa a mitigação dos efeitos das alterações climáticas sobre a agricultura, com o objetivo de dotar o país de mais reservas de água e de melhores e mais eficientes sistemas de aproveitamento. Outro dos objetivos deste programa é o aumento da produtividade e da competitividade da agricultura nacional.

Com o PNRegadios serão criados 100 mil novos hectares de regadio, a que corresponde um investimento público de 560 milhões de euros e a criação de mais de 10 500 novos postos de trabalho.