Espanha: Apicultores temem pela sobrevivência das Abelhas

apicultura-melA Associação Espanhola de Apicultores convocou uma mobilização no próximo dia 31 de janeiro em Madrid para defender a sobrevivência das abelhas e exigir que se legisle sobre a necessidade de uma rotulagem clara dos méis e da proibição total dos pesticidas neurotóxicos.

Sobre os pesticidas, os apicultores consideram que os neonicotinoides e fenilpirazoles atuam sobre o sistema nervoso central dos insetos, entre eles as abelhas, afirmando que são “causadores da mortalidade das abelhas e dos fenómenos de colapso das colónias.”

Por este motivo, exigem a introdução de uma legislação para proibir todos os pesticidas deste tipo em Espanha, com o objetivo de preservar a biodiversidade, as abelhas e os restantes polinizadores, assim como os serviços ecológicos que proporcionam.

Para além disso, solicitam que se estabeleça a normativa necessária para que se imponham medidas “antidumping” contra o mel proveniente da China e uma rotulagem clara no mel, tanto na origem como no tratamento.

Mais informação aqui.