Drosófila da Asa Manchada em debate

A Cooperativa Bagas de Portugal dinamiza no próximo dia 2 de março o seminário “Drosophila Suzukii (Matsumura) - influência, rentabilidade, controlo e meios de luta nas explorações de pequenos frutos”, a decorrer no auditório do Vougapark, em Sever do Vouga.

drosofila

«Continuamos a fomentar a partilha de conhecimento entre todos os que estão envolvidos nas actividades agrícolas, designadamente na vertente dos pequenos frutos», afirma o presidente da Cooperativa Bagas de Portugal, Paulo Lúcio Costa Gomes.

«Na base dos trabalhos deste seminário estará sempre presente a necessidade actual de criar práticas culturais para maximizar a rentabilidade da produção», sublinha.

«Após a campanha do ano 2018, verificou-se que os padrões de qualidade da fruta ficaram aquém das expectativas. Além das alterações climáticas, a praga da Drosophila suzukii (Matsumura) afectou, de norte a sul do país, muitas explorações de pequenos frutos, resultando uma diminuição de fruto exportado para o mercado europeu e consequentemente, uma desvalorização comercial, sendo o produtor, o mais prejudicado», acrescenta Paulo Lúcio Costa Gomes.

A iniciativa conta com intervenções, para além do presidente desta cooperativa, de Vanda Batista (da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro) e Nelson Matos (da Lusosem – Produtos Agrícolas, S.A.).

Fundada a 8 de janeiro de 2016, a Cooperativa Bagas de Portugal nasceu a partir de um grupo de produtores de pequenos frutos oriundo de vários pontos do País.

A aposta numa nova política de comercialização, assente na defesa dos interesses de quem produz, norteou este projecto que pretende imprimir um novo ritmo à fileira.

Inscrições até dia 28 de fevereiro aqui.