Cooperativismo: acordo hispano-português para criar Central de Compras

As cooperativas espanholas Delagro (das Astúrias, Cantábria e Galiza) e a Ucanorte (Douro, Minho e Trás-os-Montes) vão criar uma Central de Compras que irá ampliar a área de influência e o volume de compras de ambas entidades.

Tanto a Delagro como a Ucanorte caracterizam-se por ser uma das maiores uniões de cooperativas das suas regiões: a Delagro agrupa 64 cooperaticas nas Astúrias, Cantábria e Galiza, e a Ucanorte conta com 50, nas regiões do Douro, Minho e Trás-Os-Montes, no norte de Portugal.
A Central tirará partido das sinergias provenientes do volume de compras e as grandes dimensões dos armazéns industriais e associativos das sociedades, "procurando a definição de produtos e serviços cuja relação de qualidade, serviço e preço seja a mais justa para os agricultores, bem como para o conjunto da população do meio rural".
A Delagro e a Ucanorte desenvolvem a sua atividade em diversas áreas relacionadas com a produção agrária, desde a fabricação e distribuição de consumíveis para a agricultura e pecuária, até aos sistemas informáticos de gestão de processos de trabalho.

Segundo os responsáveis das entidades, a criação de "plataformas europeias de grande dimensão", como a resultante do acordo intercooperativo entre Delagro e Ucanorte, permitirá a utilização de recursos e sinergias para reduzir os custos de produção dos associados a cooperativas.
A iniciativa foi formalizada depois de mais um ano de relações de cooperação e cordialidade, promovidas pela Associação Galega de Cooperativas Agroalimentares (AGACA), firme defensora da cooperação interterritorial e de aproveitamento de sinergias.

Ler aqui.