Cereais: produção mundial bate recordes

O Conselho Internacional de Cereais estimou, na sua informação de agosto, uma produção mundial de 2.069 milhões de toneladas de cereais, o que é um valor recorde, superior em 23 milhões ao previsto em julho e 69 milhões de toneladas em relação a 2015.

Também em recorde é o consumo mundial de cereais, com 2.046 milhões de toneladas, mais 17 milhões face ao mês anterior e mais 69 milhões que na campanha passada.

As existências mundiais de cereais também alcançam um valor histórico, 462 milhões de toneladas, o que representa mais 23 milhões que as existências finais da campanha de 2015/2016.

O comércio mundial mantém-se em segundo plano, com 330 milhões de toneladas, inferior em 13 milhões de toneladas à campanha passada.

Dos valores por espécies, destaque par ao forte aumento da produção de milho, com 1.030 milhões de toneladas, o que supõe mais 13 milhões de toneladas que as estimadas em julho e 61 milhões que as de 2015.

Para este crescimento contribuiu, fundamentalmente, a maior colheita nos Estados Unidos da América (EUA).  

No caso do trigo, o Conselho Internacional de Cereais (CIC) prevê em agosto mais oito milhões de toneladas em comparação a julho e mais sete milhões que em 2015, como consequência das melhores produções estimadas no Mar Negro e nos EUA, que compensaram a queda da produção na União Europeia.

Fonte: Agrodigital