Câmara de Azambuja e ICNF dão vida a antigos Viveiros Florestais

A Câmara Municipal de Azambuja e o Instituto de Conservação das Natureza e das Florestas (ICNF) assinaram na manhã de 20 de junho, um protocolo, que celebra a Co-gestão das instalações dos Viveiros Florestais de Azambuja, do Centro Aquícola e da Mata Nacional das Virtudes.

viveiros

O município comprometeu-se agora a desenvolver no espaço dos Viveiros Florestais um parque biológico e ambiental para o desenvolvimento de ações pedagógicas e de divulgação da importância da preservação da natureza.

O protocolo é vantajoso para ambas as entidades, mas acima de tudo para todos os munícipes do concelho e visitantes, como explica Luís de Sousa, presidente da Câmara de Azambuja.

Para Rui Pombo, do Conselho Directivo do ICNF, o protocolo vem permitir dar uso a um espaço que não estava a ter qualquer funcionalidade.

O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, presidiu à cerimónia e relembrou que os municípios têm um papel fundamental a desempenhar no ordenamento do território e sensibilização para as questões florestais.

«Para o Estado, os municípios são um parceiro privilegiado na questão florestal e sempre que os colocarmos no centro das questões florestais estamos a dar um passo em frente», referiu.

Segundo o Secretário de Estado, este espaço precisava de ser gerido e para tal foi preciso encontrarem o parceiro certo, que deve «ser sempre um parceiro público», para que o espaço possa servir a população.

Fonte: O Mirante