Bruxelas propõe pacote de medidas para o leite, frutas e hortícolas

Na reunião de 19 de julho do Conselho de Ministros da Agricultura da União Europeia, o comissário europeu da Agricultura, Phil Hogan, apresentou um novo pacote de medidas para os setores em crise.

As medidas são principalmente dirigidas ao setor do leite, mas com uma específica para as frutas e hortícolas e algumas de caráter mais geral.

Este novo pacote conta com sete medidas e tem um orçamento de 500 milhões de euros.

A Comissão anunciou 150 milhões de euros para um programa voluntario de redução da produção de leite, sem avançar como seria o mesmo ou qualquer informação sobre a distribuição dos fundos, referindo que trata-se de um programa a nível da União Europeia (UE) para que os produtores de toda a União acedam às mesmas condições.

Este programa terá uma duração de três meses com início no próximo dia 1 de outubro.

Seria comparada a produção do último trimestre de 2015 com a do último trimestre de 2016.

A quantidade de leite reduzida recebe uma ajuda, no entanto, não há um valor acordado, sendo ponderado cerca de 14 cêntimos de ajuda por quilo de leite reduzido.

Fonte: Agrodigital