Bruxelas prevê maior colheita de cereais nesta campanha

cereais

O cereal de inverno na Europa continua com o seu ciclo em crescimento após a pausa de inverno, apesar de no norte da União Europeia, nomeadamente, nos países bálticos, Suécia e Finlândia, estar com algum atraso.

O défice hídrico acumulado desde outono é importante em numerosos países, em particular na França, Espanha, Roménia e Eslováquia, apesar das chuvas em finais de fevereiro e princípios de março terem favorecido, em geral, as culturas para começarem a entrar na primavera.

Atualmente, o estado dos cereais de inverno é bom, com as sementeiras de cevada de primavera a começarem ou perto de terminarem, de acordo com a avaliação de Toño Catón, Director e Culturas Arvenses de Cooperativas Agroalimentarias.

Por outro lado, a Comissão Europeia já publicou os seus primeiros dados de balanço de cereais, segundo os quais, a produção total na União Europeia será de 312,95 milhões de toneladas, mais 17,46 milhões de toneladas em relação à campanha de 2016/2017, mas com menos existências iniciais de 37,98 milhões de toneladas, - 7,54 milhões.

Em relação à produção de trigo branco na União Europeia, prevê-se para 142,99 milhões de toneladas, mais 8,65 milhões, enquanto as existências finais seriam de 10,19 milhões de toneladas, -0,11 milhões.

De acordo com a primeira estimativa de colheita de milho, na União Europeia a produção também será maior, de 66,61 milhões, que são mais 6,17 milhões de toneladas face a 2016, enquanto as existências finais caem 13,70 milhões de toneladas, -0,16 milhões.

Fonte: Agrodigital