Brasil: etiquetagem da carne de frango indica se foram usadas hormonas

frangosEsta semana entrou em vigor no Brasil uma norma que obriga a referência ao não uso de hormonas na criação da ave. A expressão que deverá aparecer na etiqueta é “Sem uso de hormonas”.

 

A União Brasileira de Avicultura (UBABEF) mostrou-se satisfeita com esta aplicação, já que esclarece o consumidor que na criação de frangos não se usam hormonas, que é um dos mitos mais antigos e persistentes na industria avícola.

Atualmente, para a criação de um frango precisa-se de um terço do tempo e de um terço dos alimentos que se precisava em 1950. Muitos pensam que o uso da hormona na produção de frangos explica o crescimento rápido da ave e a redução do seu período de criação, quando, segundo a UBABEF, são outros fatores os responsáveis por esta evolução. A seleção genética é responsável em 90% da eficiência no aumento de peso. Os avanços nas áreas da genética, nutrição (baseada na dieta equilibrada e eficiente), e na gestão nutricional.

O Ministério da Agricultura leva a cabo milhares de provas para a deteção de resíduos, através do Plano Nacional de Controlo de Residuos e Contaminações (PLCRC). Desde a implementação deste Plano, nunca se encontraram hormonas nas aves, segundo a UBABEF.

 

Ler mais aqui.