Beja debate “contaminação da água por via dos fitofarmacêuticos”

Boas Práticas para a Redução da Contaminação da Água pelos Produtos Fitofarmacêuticos”. Assim se designa o colóquio, promovido pelos Agricultores do Sul - ACOS, que terá lugar nos dias 13 e 14 de outubro, no auditório da Expobeja, no Parque de Feiras e Exposições de Beja.

No evento será partilhada informação, aconselhamento e demonstrações sobre proteção da água.

Como pode ser minimizado o impacto da contaminação da água por via dos produtos fitofarmacêuticos? Esta é uma das respostas que vão ser dadas em Beja numa ação de sensibilização/formação de boas práticas dirigida a agricultores, técnicos, formadores e outros interessados nesta matéria.

«A proteção da água e dos recursos hídricos é uma das maiores preocupações da opinião pública sobre o ambiente, razão pela qual esta questão é cada vez mais importante numa agricultura produtiva e sustentável», considera a ACOS.

A iniciativa, acolhida pela ACOS, resulta da parceria entre a CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal e a ANIPLA – Associação Nacional da Indústria para a Proteção das Plantas e desenvolve-se no âmbito do projecto TOPPS – Train Operators to Promote Best Practices & Sustainability.

«As “Boas Práticas” para a proteção da água vão ao encontro das exigências da legislação europeia, nomeadamente, a Diretiva da Água e a Diretiva do Uso Sustentável dos Produtos Fitofarmacêuticos. Através do projeto TOPPS, as entidades envolvidas promovem ações de informação, aconselhamento, formação e demonstrações de modo a reduzir a contaminação da água por via dos agroquímicos», vincam os promotores.

Aceda ao programa.