Angola: Arroz pode tornar-se na principal cultura agrícola do país

arrozO arroz pode vir a tornar-se na principal cultura agrícola do país, tendo em conta os altos níveis de produtividade deste cereal, aliadas às condições naturais que Angola possui para produzir em grande escala este alimento bastante consumido mundialmente.

A afirmação é do especialista em cultivo de arroz Adão Gonçalves Pinheiro, do Instituto de Investigação Agronómica, que falava à Angop.

Realçou que os bons indicadores que estão a ser obtidos nos campos de experimentação de produção de arroz em regadio, nas províncias do Huambo e Bié, vão permitir que, a médio prazo, o país se torne auto-suficiente e deixe de importar este produto.

Informou que os técnicos do Instituto de Investigação Agronómica estão a ensaiar, fruto da formação adquirida em 2012 no Japão, o sistema de cultivo por rega, em substituição ao de sequeiro que, lamentou, ainda é praticado pelos produtores angolanos.

O especialista sublinhou que a disponibilidade de água em Angola permite produzir este cereal durante todo o ano, através de rega, utilizando espécies melhoradas oriundas de países que mais produzem arroz.

Referiu que além do sistema de regadio, os técnicos estão também a desenvolver novas técnicas de sacha e a efectuarem percolação do solo nas áreas de cultivo do arroz, para impedir a infiltração da água, indispensável no sistema de regadio.

“Os ensaios que estamos a efectuar estão a dar resultados muito animadores e tudo aponta que, em poucos anos, deixaremos de importar arroz. Estamos a introduzir técnicas que aumentam a produção e os nossos agricultores poderão produzir o arroz sem depender da chuva”, manifestou.

Disse que outra vantagem que a cultura de arroz apresenta é o facto de não prejudicar o solo, a exemplo do milho.

Fonte:  Angop (via Agroportal)