Agricultura Digital em destaque em Lisboa

“When listen to you”. Assim se chama o evento, promovido pela equipa de pimento da Bayer, que decorreu a 23 de novembro, no Hotel Sana Lisboa.

bayer

Texto e Fotos: Ana Clara

Elvin Stoltzfus, fundador e presidente da Pik Rite, abordou a temática da revolução da tecnologia que está a acontecer no setor agrícola em todo o mundo.

O responsável analisou a temática da colheita mecânica e abordou a sua importância na rentabilização das culturas e da produtividade das empresas. «A agricultura digital contribui, e muito, para o sucesso das nossas empresas e o cultivo digital é hoje uma realidade que não podemos mais ignora», disse Stoltzfus.

Contudo, salientou que «os produtores têm que ser ativos» e é «fundamental» que se adaptem a este processo de mudança.

Para o presidente da Pik Rite «é essencial o envolvimento das empresas transformadoras em todo o processo e em estreita articulação com os agricultores».

Pablo García-Nieto, do departamento de marketing da Bayer CropScience, analisou o tema da Agricultura Digital e de Precisão e realçou a tecnologia de ponta existente hoje, seja através de drones ou de imagens de satélite e que «é fulcral para esta nova Era que está a revolucionar a Agricultura».

Entre as mais-valias da Agricultura Digital, o responsável sugeriu a aplicação (app) Zoner, disponível na App Store, e gratuita, e que ajuda os agricultores ao nível de análises topográficas (informações de elevação do terreno, curvatura, etc.), informação através de algoritmos vegetais, mapas de aplicação variável, etc.

«Este é só um exemplo de ferramentas de apoio à decisão que todos vós têm à vossa disposição e que vos pode ajudar a melhorar a vossa produtividade e a fazer um uso eficiente das colheitas», frisou Pablo García-Nieto.

agrobotica

O responsável mostrou ainda ao público presente no evento o Xarvio, a nova marca para a Agricultura digital da Bayer. Uma ferramenta que deteta o stress nos campos e que com uma simples fotografia tirada com um simples smartphone permite perceber o que se passa num determinado local ou locais nos terrenos de cultivo.

“Tecnologias revolucionárias: colheita mecânica”, “Otimização e redução de resíduos à colheita”, “Tendências ao nível da grande distribuição”, “Presente e futuro do negócio do processamento: desenvolvendo a visão futura da agroindústria”, “Fresco versus processado”, e “Mudanças futuras nos padrões de consumo e necessidades” foram alguns dos temas em debate.