Açores firma contratos para preservação de paisagens tradicionais

O Governo Regional dos Açores salientou a importância da preservação das paisagens e do incentivo à produção, na assinatura de contratos com agricultores da Graciosa para a manutenção de paisagens tradicionais de áreas classificadas.

acores

«Temos a felicidade de, aqui nos Açores, estar a conciliar dois setores que nos parecem fundamentais, por um lado o setor turístico, que, (…) se alicerça em grande medida nas paisagens que os Açores oferecem, paisagens naturais em si mesmas, mas também paisagens que, fruto da intervenção do homem, como é o caso destas que estamos a falar, acabam por ter particular relevância no contexto global da oferta turística que apresentamos», afirmou o presidente do Governo Regional dos Açores.

Vasco Cordeiro falava durante a cerimónia de assinatura de contratos, no âmbito do sistema de incentivos à manutenção de paisagens tradicionais de áreas classificadas, em Santa Cruz da Graciosa, no primeiro de três dias da visita estatutária do executivo açoriano àquela ilha.

Na cerimónia de assinatura, o governante salientou também a opção política do executivo de, com estes contratos, mas também «com um conjunto de outros mecanismos», incentivar o setor produtivo.

Na região, já foi investido um valor superior a um milhão de euros, distribuídos por mais de 400 produtores através do sistema de incentivos à manutenção de paisagens tradicionais de áreas classificadas, como as vinhas, pomares em currais ou fajãs costeiras em socalcos, sendo que, para a ilha da Graciosa, estão alocados 35 mil euros, que beneficiarão 30 produtores.

Fonte: Lusa