A festa do mirtilo volta a Sever do Vouga

O mirtilo volta a dar o mote para a realização de mais uma Feira Nacional do Mirtilo – a 10.ª – que este ano traz algumas novidades. A Capital do Mirtilo volta a estar em festa de 29 de junho a 2 de julho.

mirtilos

Na foto, da esquerda para a direita: José Manuel Silva (AGIM), Sandra Santos (AGIM), Raul Duarte (vereador CM Sever do Vouga), António Coutinho (presidente CM Sever do Vouga), Luis Marques (Festival Guitarras Mágicas) e António Costa Valente (Festival de cinema).

A Feira Nacional do Mirtilo, que vai decorrer em Sever do Vouga de 29 de junho a 2 de julho, foi apresentada em conferência de imprensa, a 23 de junho, tendo o presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga, António Coutinho, revelado algumas novidades que vão acontecer nesta 10.ª edição do evento.

Os 10 anos do evento vão ser assinalados sob o lema “10 anos, 10 sabores”, tendo a organização, a este propósito preparado uma seleção de 10 variedades de mirtilo, devidamente identificadas, que os visitantes poderão provar gratuitamente.

O autarca de Sever do Vouga, António Coutinho, sublinhou o «carácter único da Feira Nacional do Mirtilo, o único evento do país dedicado à promoção deste pequeno fruto», acrescentando que, tal como a produção e comercialização do mirtilo, também o certame da Capital do Mirtilo «tem uma enorme margem de crescimento».

E a 10ª edição será, garante o autarca, «a maior de sempre» e com algumas novidades. Uma delas será a realização, no âmbito da Feira, do I Festival Internacional de Cinema – Paisagens que vai trazer a Sever do Vouga algumas dezenas de filmes e homenagens a realizadores e atores (a decorrer no Museu Municipal), bem como espetáculos musicais e workshops de cinema (no recinto da Feira Nacional do Mirtilo).

Outra inovação será a associação de um festival de música clássica – o Festival Guitarras Mágicas – à Feira Nacional do Mirtilo. Neste âmbito, destaque para o concerto de Pedro Caldeira Cabral, a 1 de julho, no CAE de Sever do Vouga, com entrada gratuita.

Outra inovação da Feira Nacional do Mirtilo 2017 será a criação de uma nova zona gastronómica, dedicada à street food, que também servirá de apoio mais direto à área de expositores técnicos e aos participantes nas várias palestras e eventos a decorrer na Tenda Técnica.

Esta aposta na área técnica, destinada ao visitante profissional, vai continuar este ano. Assim, além de um número significativo de empresas presentes como expositoras, o programa de palestras técnicas contempla a apresentação de novos túneis Haygrove criados especificamente para o mercado português (quinta-feira à tarde), uma palestra sobre fertilização nos pequenos frutos (sexta à tarde) e um colóquio dedicado à inovação (sábado à tarde).

Todas as palestras são de entrada gratuita.

Visitas ao Campo Experimental de Pequenos Frutos da Agim e a pomares de mirtilos do concelho mantém-se como parte integrante do programa.

A Feira Nacional do Mirtilo também contempla uma componente dedicada às famílias.

O evento desenrola-se num parque verde, ao ar livre, de entrada gratuita, e oferece animação para todas as idades: música, workshops, showcookings, animação infantil, animação de rua, viagens em comboio turístico e uma área de gastronomia onde os derivados de mirtilo fazem as delícias de todos.

Por fim, mas muito importante, a área de produtores de fruto e viveiristas, têm ao dispor dos visitantes o mirtilo em fresco a preços convidativos.

A Feira Nacional do Mirtilo conta com cerca de uma centena de expositores e espera receber mais de 50 mil visitantes ao longo dos quatro dias.