1º Congresso Ibérico do Milho convida Comissão Europeia para debate sobre alterações climáticas e agricultura

A chefe de gabinete do Comissário Europeu para a Ação Climática e Energia, Cristina Lobillo Borrero, vai marcar presença no 1º Congresso Ibérico do Milho, a 13 e 14 de fevereiro, no Altis Grand Hotel, em Lisboa, para um debate sobre “Alterações climáticas: como nos adaptarmos a esta nova realidade?”.

milho

Considerando que Portugal e Espanha são dos países da União Europeia onde os previsíveis impactos das alterações climáticas são mais preocupantes, e que a agricultura deve preparar-se para enfrentar este desafio, a Anpromis (Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal) e a Agpme (Associação Geral dos Produtores de Milho de Espanha) convidaram esta representante da Comissão Europeia (CE) para explicar como se deve ajustar a agricultura às novas metas europeias de redução das emissões de gases com efeito de estufa.

O Comissário Europeu para a Ação Climática e Energia, Miguel Arias Cañete, considera que o uso sustentável da terra é fundamental para que a UE atinja a neutralidade carbónica até 2050 e afirma que teremos que usar mais biomassa, mas devemos garantir que o sumidouro que as florestas e a terra constituem é mantido e possivelmente até melhorado.

O Roteiro para a Neutralidade Carbónica, recentemente apresentado pelo Governo, e os desafios que este implica para a agricultura portuguesa é outro dos temas em debate neste painel, onde também participam Francisco Avillez e os investigadores Benvindo Maças e Ignacio Lorite que vão abordar a adaptação dos cereais às alterações climáticas.

É esperada a participação de 600 agricultores e técnicos agrícolas no 1º Congresso Ibérico do Milho em Lisboa.

Mais informações e inscrições em www.anpromis.pt.