TAGUS com candidaturas abertas para apoiar investimentos agrícolas no Ribatejo Interior

Até 15 de setembro, a TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior recebe candidaturas a apoio de projetos para Abrantes, Constância e Sardoal, que se insiram nas operações “Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola” e “Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas”.

Este primeiro período de receção de candidaturas da TAGUS tem uma dotação orçamental de 572 mil euros, divididos pelas operações 10.2.1.1 “Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola” e 10.2.1.2 “Pequenos Investimentos na Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas”, no âmbito do Desenvolvimento Local de Base Comunitária Rural (DLBC Rural), do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR2020) e através do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER),

Para os “Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola”, a TAGUS tem, neste anúncio, 245 mil euros para projetos até aos 40 mil euros, que promovam a melhoria das condições de vida, de trabalho e de produção dos agricultores ou que contribuam para o processo de modernização e de capacitação das empresas do setor agrícola. O apoio a fundo perdido nesta ação será de 50% das despesas elegíveis.

Já os “Pequenos Investimentos na Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas” devem contribuir para o processo de modernização e capacitação de empresas desta área. Esta medida tem uma dotação de cerca de 328 mil euros, no concurso deste ano. Os pedidos podem ir aos 200 mil euros e obterem um financiamento a fundo perdido de 45% das despesas elegíveis.

O Grupo de Ação do Ribatejo Interior tem definida a prioridade para candidaturas de projetos relacionados com os setores do olival, dos produtos biológicos, dos frutos vermelhos e dos produtos hortofrutícolas. Na transformação e comercialização são ainda priorizados investimentos na valorização ambiental e eficiência energética, projetos com modelos de comercialização online e pedidos que introduzam novos equipamentos, produtos ou processos.

Até 2020, a TAGUS vai disponibilizar cerca de 1,9 milhões de euros para Abrantes, Constância e Sardoal, no âmbito do FEADER. Este fundo europeu inclui, ainda, as  operações: “Cadeias Curtas e Mercados Locais”, “Promoção de Produtos de Qualidade Locais”, “Renovação de Aldeias” e “Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola”. Tendo o GAL a previsão de abrir candidaturas a esta última muito em breve.

Para mais informação e consulta dos avisos, legislação e submissão, deve ir ao sítio na Internet da TAGUS (em www.tagus-ri.pt) ou do PDR2020 (em www.pdr-2020.pt).