Syngenta apresenta soluções sustentáveis no I Congresso Internacional de Frutas Legumes e Flores

«Temos uma visão de networking e estamos a criar soluções integradas, em conjunto com parceiros, que permitam incorporar tecnologia e novas ferramentas focadas na sustentabilidade ambiental das explorações hortofrutícolas».
Sector hortofrutícola vale 20% das exportações agroalimentares e gera 2500 mil milhões de euros na economia portuguesa.

A Syngenta patrocinou o I Congresso Internacional de Frutas Legumes e Flores, realizado no Mercado Abastecedor da Região de Lisboa (MARL), a 23 de Maio. O evento, organizado pela associação de promoção Portugal Fresh, reuniu 260 profissionais do sector hortofrutícola, contando com o alto patrocínio da Presidência da República e a presença da ministra da Agricultura, Assunção Cristas.

A ministra da Agricultura afirmou o seu empenho em ajudar na abertura de vias para a internacionalização da empresas do sector hortofrutícola, que em sua opinião «tem condições para ajudar a diminuir o défice da balança comercial alimentar, que baixou 500 milhões de euros, em 2012». Assunção Cristas incentivou as empresas do sector a reforçar o associativismo e prometeu «ajudas majoradas e benefícios para as organizações de produtores» no Quadro Comunitário de Apoio (QCA) 2014-2020. «Já foi feito um longo caminho, 20% do sector está organizado, mas queremos atingir a média europeia (43%) no final do próximo QCA», desafiou a governante.

A Syngenta esteve presente com um stand onde mostrou soluções integradas para a área das frutas e dos hortícolas. «Temos uma visão de networking e estamos a criar soluções integradas, em conjunto com parceiros, que permitam incorporar tecnologia e novas ferramentas focadas na sustentabilidade ambiental das explorações agrícolas, que é uma preocupação crescente das empresas do sector hortofrutícola», afirmou Rui Correia, gestor de ofertas integradas para fruteiras da Syngenta.

Leia o resto aqui.