Setor do Leite: 9 países da UE pedem medidas de transição para a ausência de quotas

vacasHoje no Conselho de Ministros da Agricultura da UE, 9 países solicitaram que se debata, em vários pontos, a situação do setor lácteo devido ao desaparecimento das quotas lácteas.

Os nove países, Alemanha, Polónia, Holanda, Áustria, Irlanda, Dinamarca, Letónia, Estónia e Luxemburgo vão apresentar um pedido para uma “transferência suave” no contexto do fim do regime de quotas leiteiras.

Na reunião do Conselho de Ministros do mês de Fevereiro já se abordou este tema. Colocavam a dificuldade que pressupões aos produtores dos seus países ajustar-se às suas atuais quotas quando em breve estas irão desaparecer e o contrasenso que supõe ter que pagar taxas suplementares quando lhes é comunicado que dentro de 13 meses se tornem competitivos o suficiente para se manterem num panorama sem quotas.

Relativamente aos países em que a produção está a aumentar, apesar das quotas, estão os Estados-Membros em que a produção de leite não está a aumentar e que por isso mesmo não têm o problema da taxa suplementar, mas estão preocupados com a possível ameaça de um mercado com excesso de oferta, reivindicando medidas de mercado para depois de 2015. No Conselho de Fevereiro, alguns países chegaram a indicar que se mostrariam a favor de medidas de transição suave sempre e quando depois de 2015 se estabeleça uma rede de segurança que permita sustentar as quotizações e uma ferramenta de controlo da produção no caso de existir uma crise grave.

A Comissão vai prepara um relatório, que apresentará antes do próximo dia 30 de junho, sobre o desenvolvimento do mercado do leite no seguimento da aprovação deste regime sem quotas. Segundo a Comissão, este relatório poderia ajudar a decidir se são necessárias medidas adicionais.

Ler aqui.