Palestra “Aplicações de biotecnologia em Horticultura: abordagens para facilitar a vida do agrónomo”

biotecnologiaNo âmbito da iniciativa “Um Dia Com…”, levada a cabo pelo CEBAL decorrerá no próximo dia 9 de outubro, pelas 12 horas, no auditório da EDIA, a palestra intitulada “Aplicações de biotecnologia em Horticultura – abordagens para facilitar a vida do agrónomo”, tendo como convidada Mariana Mota, Professora no Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa, sendo autora e Membro do Conselho Editorial da  AGROTEC.

A biotecnologia tem tido amplo desenvolvimento nos últimos anos, sobretudo nas áreas da medicina e biologia mas também na agricultura. Exemplos relevantes incluem a utilização de marcadores moleculares para caracterização genotípica, identificação de contaminações por organismos fitopatogénicos, conservação e multiplicação de germoplasma para manutenção de genótipos-elite, bem como para obtenção de plantas com estado sanitário melhorado (termoterapia) ou mesmo de plantas transgénicas.

Neste contexto, as atividades de investigação da Professora Mariana Mota visam o desenvolvimento de ferramentas de apoio à produção que permitam um ganho de eficiência ao longo da cadeia em diferentes áreas da Horticultura. Alguns exemplos dos trabalhos desenvolvidos e sobre os quais incidem a presente palestra, incluem a produção de proteínas vegetais com potencial antifúngico, a identificação de alelos de compatibilidade polínica em diferentes fruteiras ou o estabelecimento de testes de deteção molecular precoce em hortícolas.

Nota Biográfica:

Mariana Mota, Licenciada e doutorada em Engenharia Agronómica pelo Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa, tem centrado a sua atividade profissional no desenvolvimento de ferramentas biotecnológicas de apoio à fruticultura. Mais recentemente, tem-se dedicado à aplicação dessas ferramentas também à olivicultura e às culturas hortícolas. Encontra-se desde 2004 a desenvolver a sua atividade de investigação no Instituto Superior de Agronomia, ligada ao setor da Horticultura, colabora também na docência de várias disciplinas, em tópicos relacionados com biotecnologia, análises químicas e físicas da qualidade dos frutos, sistemas de produção hortícola, frutícola e vitícola e estatística.