Há um «salto qualitativo» na sanidade animal nos Açores

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas salientou esta semana o «grande salto qualitativo» registado no estatuto sanitário dos Açores, que está a alcançar «um patamar de excelência a nível nacional e internacional».

João Ponte afirmou que tal se deve «ao enorme esforço por parte do Governo dos Açores, em conjunto com os agricultores e com o trabalho dos médicos veterinários no arquipélago, nos últimos anos».

O titular da pasta da Agricultura falava, em Ponta Delgada, após uma reunião com a Presidente do Conselho Regional dos Açores da Ordem dos Médicos Veterinários, Laura Faria e Maia.

João Ponte sublinhou que os Açores são reconhecidos como Região Oficialmente Indemne de Leucose e Brucelose dos pequenos ruminantes e à Brucelose Bovina em seis das nove ilhas.

Em 2018, a Região pretende candidatar a Terceira e São Jorge a ilhas oficialmente indemnes a esta doença.

No caso de São Miguel, não se registam casos positivos desde outubro de 2014, prevendo-se que a vacinação continue nesta ilha até 2021.

No que se refere à Tuberculose Bovina, os resultados, segundo João Ponte, «são também muito animadores».

«Em 2017, iremos candidatar a oficialmente indemnes as ilhas das Flores, Corvo e Santa Maria, prevendo-se que toda a Região alcance este estatuto em 2021», afirmou.

O Governo dos Açores pretende ainda alcançar a meta da erradicação da BVD (Diarreia Viral Bovina), estando já a está a ser implementado no arquipélago o programa de erradicação.

«Tendo em conta o excelente estatuto sanitário que a Região está a atingir, o Governo dos Açores vai continuar a apoiar os agricultores através da intervenção nas doenças da produção», assegurou o Secretário Regional.

«A sanidade animal é uma bandeira na promoção dos nossos produtos no exterior e é fundamental para o aumento da eficiência e da competitividade das nossas explorações», acrescentou.

João Ponte acolheu, ainda, com satisfação, o anúncio feito nesta reunião de que as XIX Jornadas da Associação Portuguesa de Buiatria serão realizadas, em 2017, nos Açores.

O Secretário Regional considerou que a escolha dos Açores para a realização deste encontro cientifico anual dos médicos veterinários ligados às diversas áreas da medicina de ruminantes «é um reconhecimento da importância da agropecuária açoriana no contexto nacional».

Fonte: Açores 24