Arroz mantém produção da campanha anterior

Segundo o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas do INE (Instituto Nacional de Estatística), apesar dos problemas pelos quais foi afetada no mês de agosto, a produção de arroz não deverá sofrer grandes oscilações face ao período homólogo.

A produção do Baixo Mondego, região responsável por cerca de 1/6 da produção nacional desta cultura, foi negativamente afetada pela falta de calor e luminosidade ao longo do mês de agosto, bem como pela incontrolável infestação de milhã.

Ainda assim, e com as restantes principais regiões produtoras (Lezíria de Vila Franca, Baixo Sorraia e Vale do Sado) a apresentarem searas com bons povoamentos e panículas bem desenvolvidas, foi possível compensar a ligeira diminuição da área semeada, prevendo-se uma produção próxima da alcançada na campanha anterior.

As colheitas iniciaram-se no final do mês, sendo as áreas colhidas ainda diminutas.