Alerta contra praga da batata

batata

Presente em algumas regiões das Astúrias e da Galiza, a Tecia solanivora é considerada uma das pragas mais destrutivas da batata, seja em cultura ou armazenada.

A Direção Geral de Alimentação e Veterinária recomenda que não exista aquisição de batata de semente que não seja certificada e reitera o alerta referente à praga de quarentena Tecia solanivora, dado que esta constitui um risco fitossanitário extremamente relevante para a cultura da batata.

O inseto Tecia, com cerca de 12 milímetros, ataca os tubérculos de batata no campo e no armazém causando a sua destruição ao escavar galerias que favorecem o desenvolvimento de podridões.

No campo, os adultos têm atividade cedo de manhã ou ao entardecer, abrigando-se na base das batateiras e fendas dos terrenos.

Os estragos não são visíveis na parte aérea mas sim nos tubérculos que apresentam galerias e orifícios de saída das larvas.

No armazém a atividade dos adultos é noturna e voam junto ao chão. Podem ser capturados em armadilhas específicas (tipo delta).

A deteção precoce e atuação imediata são fundamentais, pelo que foi estabelecido um programa de prospeção nacional e elaborado um Plano de Contingência onde se descrevem as medidas fitossanitárias em caso de deteção.

Qualquer suspeita deve ser confirmada, com colheita de insetos ou de tubérculos contaminados para identificação laboratorial, pelo que deve ser contactada a Direção Regional de Agricultura (DRAP) da região.

Mais informações em: www.dgav.pt.