Agricultura sustentável: SAGRI arranca em Portugal

sagri

Foi apresentado recentemente em Portugal o projeto SAGRI, com a participação de instituições do Ensino Superior e de diversos organismos do Ministério da Agricultura.

Envolvendo um total de dez parceiros, o Projeto SAGRI dispõe de um montante de um milhão de euros para três anos, financiado pelo Programa Erasmus+, que se dedica à modernização e internacionalização de sistemas de educação e formação.

Portugal, Grécia e Itália estão juntos no Projeto SAGRI: Aliar Competências para uma Agricultura Sustentável, uma iniciativa que se propõe proporcionar habilitações e competências no domínio da tecnologia agroambiental para a prática de uma agricultura sustentável.

A sessão de apresentação decorreu na 55ª Feira Nacional de Agricultura, no passado dia 8 de junho.

O projeto SAGRI é composto por seis módulos temáticos (agricultura de precisão; proteção integrada, valorização agrícola de resíduos orgânicos, rega gota-a-gota e tecnologias de conservação da água, energias renováveis, bioenergia e culturas energéticas).

Este programa de formação é certificado pela Swiss Approval Technische Bewertung S.A, de acordo com a norma internacional, e as inscrições serão gratuitas para os agricultores.

Em cada um dos países participantes, foi constituído um consórcio responsável pelo desenvolvimento do projeto, agregando, para além de uma instituição de ensino superior, um especialista em formação profissional e uma confederação de agricultores. Em Portugal os parceiros são a Universidade de Évora, a REGIBIO – Formação e Consultoria e a Confederação dos Agricultores de Portugal.

Informação geral sobre o projeto encontra-se disponível aqui.