UE: Défice de 186.000 tn nas exportações de suínos nos primeiros 8 meses

10_273_912_suinosO efeito da proibição russa às exportações comunitárias continua a fazer mossa no volume exportado e vai-se tornando cada vez mais visível, à medida que passam os meses. Nos oito primeiros meses do ano, as exportações de suínos da UE caíram 9,2%.

Em 2013, cerca de 24,6% da carne suína exportada pela UE foi para o mercado russo, enquanto que durante este ano, a percentagem é de apenas 3%.

Os valores acumulados nos 8 primeiros meses do ano mostram, relativamente ao mesmo período do ano anterior, um défice de 440.000 tn para a Rússia, 55.000 tn para a Bielorrússia e 27.500 para a Ucrânia. Desta quantidade total de 522.500 tn, os exportadores da UE conseguiram reorientar 337.000 tn aumentando as suas exportações até outros destinos: Japão (+ 82.000 tn), Filipinas (+59.000 tn), Coreia do Sul (+54.000 tn), Sérvia (+19.000 tn), EUA (+17.000 tn).

Grande parte do défice que não se conseguiu exportar (186.000 tn) prejudicou principalmente a Alemanha. Enquanto que as exportações na UE desceram em 9%, no caso alemão a queda foi de 14%.

Ler aqui.