Robôs contra pragas. Máquinas "inteligentes" revolucionam agricultura

Pode parecer ficção científica, mas não é. O Instituto de Engenharia de Sistemas de Computadores (Inesc Tec) apresenta dois robôs que vão ajudar os agricultores a combater as pragas e as doenças nos terrenos.

O Instituto de Engenharia de Sistemas de Computadores (Inesc Tec) apresentou esta semana dois robôs concebidos para ajudar os agricultores a combater as pragas e as doenças nos terrenos.

As plataformas robóticas recolhem informações de forma contínua e aplicam os produtos fitofarmacêuticos de uma forma mais eficiente, reduzindo assim, os desperdícios.

Segundo Filipe Neves dos Santos, investigador do Inesc Tec, este sempre foi o primeiro objetivo com o desenvolvimento destes robôs.

Além destas vantagens, o investigador acrescenta que as plataformas representam uma solução fundamental para a escassez de recursos humanos que se faz sentir no setor agrícola.

«O robô que se destina à poda e à colheita tenta responder ao problema dos recursos humanos, ou seja, estamos a falar de uma escassez que cada vez é mais significativa».

Filipe Neves dos Santos refere que os robôs são resistentes a altas temperaturas, o que permite melhores condições de trabalho aos agricultores, «estamos a falar de cenários de operação que podem atingir 40 graus, altas temperaturas para as pessoas poderem trabalhar nas melhores condições».

O especialista revela que até hoje já foram realizados vários testes na região do Douro, embora à porta fechada. As plataformas são apresentadas esta semana, mas ainda há um longo caminho a percorrer.

Filipe Neves dos Santos prevê que dentro de um ano e meio as plataformas estejam disponíveis ao público em geral.

Fonte: Renascença