Previsões do INE apontam para aumento de produtividade nas vinhas e pomares

As previsões agrícolas a 31 de Julho apontam para aumentos de produtividade nas vinhas e nos pomares de pereiras e macieiras, assim como para o aumento global da produção de cereais de Outono/Inverno, revelou hoje o INE.

As previsões apontam para um desenvolvimento vegetativo normal para a época das culturas de Primavera/Verão, não se prevendo, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), «variações significativas de produtividade».

O instituto assinala que pelo terceiro ano consecutivo se prevê um aumento da superfície de milho de regadio, que decorre da tendência para o investimento num sector dinâmico e competitivo.

Nos pomares registam-se aumentos consideráveis na produtividade da pera e da maçã, enquanto no pêssego e na amêndoa as condições climatéricas adversas na altura da floração/polinização que determinaram reduções nos rendimentos.

Já as vinhas apresentam um bom desenvolvimento vegetativo, não havendo problemas fitossanitários dignos de destaque, pelo que o INE prevê um aumento de 10 por cento na uva para vinho e de cinco por cento na uva de mesa.

Já a campanha dos cereais de Outono/Inverno saldou-se, após a má campanha anterior marcada pela seca extrema, por um aumento global da produção.

20PrevAgric_31Julho

Fonte: INE (via Confagri)