FacebookLinkedin

Agrotec

Origin Green: marca do Setor Agroalimentar Irlandês para a sustentabilidade

Origin-Green-Banner-191212O Seminário “Pathways for Growth” (Caminhos para o Crescimento) da Bord Bia (organização agroalimentar irlandesa) reuniu em Dublin mais de 120 líderes da indústria de alimentos e bebidas daquele país, e também do Ministro da Agricultura, Indústria dos Alimentos e Bebidas da Irlanda, e investigadores da Universidade de Harvard, para rever e avaliar o programa lançado em 2010, cujo objetivo é desenvolver uma estratégia conjunta para o futuro do setor.

Uma das principais recomendações iniciais de “Pathways for Growth” foi desenvolver uma marca única para a indústria alimentar irlandesa. Em junho de 2012, Bord Bia lançou a Origen Green, como marca de um programa que ambiciona posicionar a Irlanda como líder mundial em sustentabilidade. A Origin Green engloba toda a cadeia de fornecimento – desde a produção da matéria prima até à entrega do produto final – e exige de todas as ligações da cadeia um plano realista e auditável de melhoria dos seus parâmetros de sustentabilidade.

Os números da Origin Green:

- São 365 os fabricantes de alimentos e bebidas inscritos nesta marca, que representam 85% das exportações

- 228 em fase de desenvolvimento do plano de sustentabilidade: 128 apresentaram os seus planos e 70 já são membros de pleno direito

- Mais de 43.500 explorações de bovinos, que representam 90% da produção de carne de bovino na Irlanda, são membros de pleno direito de Origin Green, e recebem auditorias das emissões de carbono a cada 18 meses. Atualmente, medem-se as emissões de carbono a aproximadamente 700 explorações por semana.

- 25 cooperativas leiteiras apresentaram à Bord Bia os dados de 18.000 empersas leiteiras – que representam praticamente todas as explorações leiteiras do país – e que se encontram em processo de submissão do primeiro ciclo de auditoria.

Fonte: agrodigital.