IX Congresso Nacional do Milho reúne os governantes agrícolas dos últimos 30 anos

Os desafios que se colocam à agricultura portuguesa nas próximas décadas é um dos temas interessantes a ser debatido no IX Congresso Nacional do Milho, que reúne nos próximos dias 30 e 31 de Janeiro, no Hotel Altis, em Lisboa, alguns dos nomes mais importantes do panorama agrícola nacional.

Álvaro Barreto, Arlindo Cunha, Fernando Gomes da Silva, Luís Capoulas Santos, Armando Sevinate Pinto, Carlos Costa Neves e António Serrano, antigos detentores da pasta da agricultura juntam-se a Assunção Cristas, actual Ministra da Agricultura, para debaterem o futuro da agricultura em Portugal.

A ANPROMIS – Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo promove nos próximos dias 30 e 31 de Janeiro, o IX Congresso Nacional do Milho. O encontro reúne mais de seis centenas de participantes. Trata-se de um evento que ano após ano tem revelado a dinâmica desta fileira, com elevados índices de participação dos diferentes agentes da fileira – produtores nacionais, empresas que comercializam factores de produção, altos dirigentes do ministério da Agricultura e industriais do sector agro-alimentar.

Mais do que debater ideias e trocar experiências, este encontro expressa as preocupações de todos aqueles que se movem no sector de produção de milho e constitui uma oportunidade única no panorama agrícola nacional, para levar um conjunto de oradores nacionais e estrangeiros a discutir temas tão importantes como as alterações climáticas e o seu impacto na produção de bens alimentares, o regadio enquanto factor de competitividade da agricultura portuguesa, a evolução do mercado mundial de cereais nos próximos anos e a PAC pós-2013, que conta com a participação de Isabel García Tejerina, Secretária Geral do Ministério da Agricultura Espanhol.

Segundo a direcção da Anpromis “este é um encontro que se realiza num ambiente marcado por um certo optimismo. O ano de 2012 revelou-se extremamente favorável para a cultura do milho, tendo surpreendido muito positivamente todos os que nela investiram. Os produtores revelaram estar á altura do desafio de aumentar a área dedicada às culturas de regadio, que são o motor do contributo da agricultura para a economia nacional. Este ano mantêm-se as expectativas de um crescente investimento no sector o que será amplamente debatido neste que é já considerado o principal fórum de discussão politica e económica sobre a agricultura nacional e na qual o milho surge cada vez mais em destaque”

O IX Congresso Nacional do Milho assinala ainda o 25.º aniversário da Anpromis que, segundo o Presidente da Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo, é um marco que não poderia deixar de ser assinalado. “A história do milho em Portugal é uma história de sucesso por isso faz todo o sentido esta comemoração porque notamos que através do sector do milho tem havido um verdadeiro desenvolvimento sustentado da agricultura portuguesa. É uma cultura que representa mais de 150 mil hectares e num país com uma área s semeada que não chega aos 600.000 hectares,” acrescenta Luis Vasconcellos e Souza

Fonte:  Anpromis (via Agroportal)

Mais informações aqui: http://www.anpromis.pt/ix-congresso-nacional-do-milho-2013.html