Exportações da UE de trigo e milho superiores às da campanha passada

Nas 45 semanas de campanha de cereais, a União Europeia (UE) exportou 32,57 milhões de toneladas de trigo branco e duro.

cereais

No caso do trigo branco foram exportadas 21,17 milhões de toneladas, 65 por cento do total.

Na passada semana exportou-se 248 quilotoneladas (Kt), menos 21% que a mesma semana da campanha anterior.

Desde a semana 12, as exportações semanais são inferiores às realizadas na campanha precedente, mas tendo em conta as saídas nas primeiras semanas da campanha, a UE regista uma média semanal de exportações de 470,440 toneladas, o que supera a média necessária para alcançar o objetivo da UE de exportar 24 milhões de toneladas.

Atualmente, tendo em conta o equilíbrio e as necessidades de trigo forrageiro na UE, estes 24 milhões de toneladas pode resultar num objectivo excessivamente ambicioso.

A Roménia mantém o primeiro lugar como exportador da UE para países terceiros, com 5,45 milhões de toneladas, seguida pela Alemanha, com 4,67 e da França, com 4,12 milhões de toneladas.

As exportações até à data são de 2,88 milhões de toneladas, cerca de 20,19 por cento abaixo da campanha passada, quando o objetivo para o total da campanha é importar 3,3 milhões de toneladas.

A Espanha é o segundo importador de trigo da UE com 684,723 toneladas, 24% do total, depois da Itália, com 961 quilotoneladas.

Em relação ao trigo duro, até agora foram importadas 1,52 milhões de toneladas.

A média de importações semanais esta campanha é de 33.803 toneladas, valor que supera a média necessária para atingir o objetivo de 1,72 milhões de toneladas, segundo a Comissão Europeia, para equilibrar a UE.

Itália com 1,25 milhões de toneladas é o principal importador com 82,57% do total, enquanto Espanha apenas importou 12 toneladas de países terceiros.

As exportações de trigo duro na campanha passada superam as 1,073,661 toneladas, que é 24% superior ao exportado nas mesmas datas da campanha passada.

Em cevada exportou-se 4,60 milhões de toneladas, 51,33% abaixo das exportações que na mesma semana da campanha anterior.

A média de exportações semanais é inferior ao necessário para alcançar o objetivo da Comissão Europeia de 7,46 milhões de toneladas.

O maior exportador de cevada da UE esta campanha é a França, com 2,07 milhões de toneladas, seguida pela Alemanha, com 1,19 quilotoneladas e da Roménia com 726 toneladas.

As importações de cevada esta campanha chegam às 380 quilotoneladas, mais 35,66% que no período homólogo do ano anterior.

No que diz respeito ao milho, contabiliza-se 9,99 milhões de toneladas, menos 16% face há um ano.

A Espanha é o principal importador com 2,71 milhões de toneladas, 27% do total, seguida pela Holanda, com 2,43 milhões, 24% do total, Itália com 1,59 milhões de toneladas, 16% e Portugal, com 1,09 milhões de toneladas, 10% do total.

Esta campanha, até à data, o total exportado de milho foi de 1,97 milhões de toneladas, o que supõe mais 28% em relação à campanha passada.

O principal exportador de milho da UE é a Roménia com 1,47 milhões de toneladas, 75%, seguida pela França com 159 quilotoneladas, 8% e pela Bulgária, com 149 quilotoneladas, 8% do total.

Fonte: Agrodigital