Enrelvamentos em vinhas e pomares

Texto: Aviso agrícola divulgado pela DRAPN - Estação de Avisos de Entre Douro e Minho

vinhas

Esta altura do ano é a melhor para semear cobertos vegetais para enrelvamento em vinhas, pomares e olivais, fazendo uma preparação cuidadosa do solo:

- lavoura pouco profunda, com grade de discos, por exemplo.

- preparação cuidadosa da cama para as sementes

- sementeira

- passagem de rolo.

Podem ser utilizadas consociações de gramíneas e leguminosas (ferrãs, azevéns, trevos, serradelas), de preferência com sementes de variedades regionais ou locais, melhor adaptadas às condições naturais locais.

O enrelvamento pode também ser natural ou espontâneo, bastando deixar instalarem-se plantas cujas sementes já existem no terreno e que são aí comuns, tais como:

- trevos, serradelas, mentrastos, azevéns, camomilas, cenoura brava, mostarda dos campos, etc.. No entanto, um enrelvamento natural pode ser melhorado, introduzindo outras plantas por sementeira;

- festuca, azevém, trevo, serradela, etc.. As plantas locais produtoras de pólen, bagas e sementes podem favorecer a existência de populações mais abundantes e mais estáveis de insetos, aves e outros animais auxiliares.

Se for corretamente instalado e mantido, o enrelvamento pode impedir o desenvolvimento de infestantes, melhorar a estrutura do solo e contribuir para a sua conservação, protegendo-o da erosão.

Se incluir leguminosas, fixa uma quantidade apreciável de azoto no solo. O enrelvamento contribui ainda para a existência permanente de boas condições para a entrada das máquinas agrícolas no terreno.